O segredo dos profissionais da saúde

Os três principais segredos estão divididos basicamente em: técnico, físico e psicológico
para ficar mais claro, o que você precisa saber é como empregar isso dentro da vida profissional, ou melhor dizer, dentro de sua vida acadêmica e fazer com que isso gere resultados a seu favor.

Hoje nos encontramos em uma grande demanda de tempo, onde precisamos cada vez mais de tempo. Para conciliar trabalho, vida acadêmica, família e lazer. São tantas coisas que 24h muitas vezes não é o suficiente.

Mas vamos lá, se você souber aonde quer chegar o caminho fica mais fácil e vai aparecendo ao longo de sua jornada.

Mas agora eu quero te fazer um questionamento, se você tivesse duas opções de caminhos para chegar em seu objetivo qual você escolheria seguir?

o primeiro caminho é um que alguém já passou e conhece os seus riscos, e também sabe que apesar de tudo é um caminho seguro e realmente vai te levar ao local desejado.

O segundo caminho é totalmente desconhecido você não conhece os riscos, e nem os possíveis perigos. Ninguém nunca passou por lá e você não sabe qual a proporção esse caminho pode tomar ou para qual direção ele vai te levar.

Bom, acredito que você esteja pensando eu prefiro o caminho que alguém já passou é mais seguro e certo porque, eu sei que vai me trazer um resultado.

Então vamos lá! essa preparação do profissional tem esse aspecto porque dentro de estudos que foram feitos já a muito tempo muitos profissionais vem executando isso talvez de forma inconsciente outros de forma consciente mas o resultado com certeza é bom.

Porque dentro da parte técnica eu preciso trabalhar dentro do profissional meu lado técnico.
Para trabalhar o meu lado o técnico eu preciso saber onde eu quero chegar como profissional.
Por exemplo: quero trabalhar no samu? corpo de bombeiros? ou realizar atendimentos pré-hospitalar de uma forma diferenciada.

Depende de onde você quer chegar, e você sabendo isso aí sim você vai começar a traçar suas metas e objetivos. Agora vamos lá, se eu quero por exemplo trabalhar no samu eu devo procurar um curso dentro da minha realidade, que me leve aquele lugar seja um curso de socorrista, técnico de enfermagem ou superior em enfermagem.

Vou usar como exemplo um técnico de enfermagem e condutor socorrista. aqui nós falamos da parte técnica que ambos devem ter, mas também é importante se atentar sobre o lado intelectual desse profissional que tem que ser trabalhado de forma que ele tenha condições de executar determinado tipo de atividade.

A parte física também é bastante fundamental de um profissional do aph. vemos muito no mercado de trabalho profissionais que não estão preparados fisicamente com condição bastante irregulares.

Você provavelmente deve ter já presenciado uma cena de algum colega realizando a RPC e esse profissional não tem condições físicas para isso ou até mesmo um colega que não consegue deslocar com próprio material, o que é inadmissível porque o profissional deve estar apto para executar o próprio trabalho e apto significa fisicamente também.

Praticar exercícios aeróbicos, corridas ou se matricular em uma academia podem ajudar a manter o condicionamento físico necessário. até porque não adianta somente investir e capacitar a mente com conhecimento sabendo que o seu corpo não vai ser capaz de executar.

O terceiro item é o psicológico, a parte psicológica se trabalha quando eu tenho uma inserção no meio do atendimento pré-hospitalar isso é necessário para que o meu psicológico possa assimilar de forma didática o atendimento.

Existem formas bem simples de se trabalhar o psicológico como assistir bastante vídeos voltado ao atendimento, esse tipo de conteúdo vai te levando para a realidade de um atendimento.

Automaticamente seu organismo começa a processar as informações e você começa a ver não só ali na parte fixa mas também começa a observar ao redor do atendimento pré-hospitalar o que é muito importante.

Por que enquanto o atendimento ocorre no centro, em volta existem vários outros fatores
que levaram aquele atendimento acontecer daquela forma. por isso os vídeos são a primeira forma.

Já na segunda e não menos importante dentro da preparação
psicológica nós podemos colocar os treinamentos. pode se dizer que eles junto com as simulações se encaixam também no primeiro item porque aproximam o máximo possível da realidade

eles levam você para um campo bem próximo da realidade que vão te diferenciar no momento do atendimento pré-hospitalar, então quando você for fazer um treinamento ou curso de preferência aos que têm treinamentos e simulações. são elas que te levarão ao mais próximo da realidade.

E vai ser essa realidade que vai te fazer pensar de forma crítica no atendimento. Mas não encare o pensar de forma crítica como algo pejorativo, muito pelo contrário ser crítico é algo benéfico e bem diferente de sair criticando. se você é profissional você tem que ter a visão crítica de dizer :
“ olha esse procedimento pode ser feito assim, mas desta forma seria melhor para vítima. ”

O que importa é você saber mensurar todos os ângulos, entender que a evolução do profissional depende da forma que ele enxerga e aplicá para ter bons resultados.

Resultados satisfatórios também vem da constante observação que se torna quase que um ciclo que envolve, fazer e observar, fazer e observar.

Por isso faça o máximo de simulações possíveis para que você consiga absorver melhor aquele conteúdo, e se torne um bom profissional com destaque, e não um profissional engessado que não consegue evoluir em um atendimento.

Outro ponto importante é a repetição que te ajuda a fixar e processar as informações, quanto mais você realiza um atendimento melhor você fica, ou seja você evolui e consegue atender melhor suas vítimas ao longo do tempo com os treinamentos, simulações e repetições que você for praticando.

Então recapitulando: conhecimento técnico, conhecimento físico e psicológico. Em conhecimento Técnico é onde vou escolher a minha área técnica de atuação e onde também vou aprender e me aperfeiçoar tecnicamente.

Dentro do quesito físico eu vou aprender a cuidar do meu corpo e me condicionar fisicamente para estar apto para realizar um bom atendimento. lembrando que mente e corpo devem estar alinhados mente com conhecimento e corpo em condições de receber toda a carga de adrenalina que um atendimento exige para executar.

E por último, mas muito importante a parte psicológica onde envolve a preparação para lidar com todos os tipos de cenas, e conseguir realizar todos os procedimento precisos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *